Dois dias em Doi Mae Salong

Às dez da manhã, a mochila estava pronta: duas bermudas, uma camiseta, cuecas e meias, medicamentos e produtos para higiene pessoal, caderno, caneta, computador, celular, câmera, uma garrafa d’água, o biscoito vagabundo que ganhara no ônibus para Chiang Rai e, claro, as duas capas de chuva, uma para a mochila a outra para mim.

Continue lendo “Dois dias em Doi Mae Salong”