WordPress 3.8: trocando a cor da barra de administração no front end

A versão 3.8 do WordPress teve seu lançamento ontem, acompanhada de uma série de mudanças visuais bacanas: tipografia melhorada, novo gerenciador de temas, o uso da fonte Open Sans como padrão e um tapa geral no Painel, que agora conta também com oito esquemas de cores pra você escolher.

BEHOLD
BEHOLD

No entanto, mesmo definindo um esquema diferente de cores, a barra de administração no front end se mantém com a cor padrão cinza escuro / azul. Talvez por eu ter gostado tanto de escolher entre os bonitos esquemas de cores, achei válido que essa decisão fosse também, por que não, para a capa do site. Fazer isso é bem tranquilo com algumas poucas linhas de código no seu arquivo functions.php:

function admin_bar_color () {
	// Verifica se a barra de administração está visível no front end
	if ( is_admin_bar_showing() ) {
		$user_color = get_user_option( 'admin_color' );

		// Se houver uma cor, enfileira o esquema de cores para ser usado
		if ( isset( $user_color ) ) {
			$suffix = is_rtl() ? '-rtl' : '';
	    	$suffix .= defined( 'SCRIPT_DEBUG' ) && SCRIPT_DEBUG ? '' : '.min';
			wp_enqueue_style( $user_color, admin_url( 'css/colors/' . $user_color . '/colors' . $suffix . ' .css' ) );
		}
	}

}
add_action( 'wp_enqueue_scripts', 'admin_bar_color' );

Transformei essas pequenas linhas em um plugin e chamei de Admin Bar Color. O código está também disponível no GitHub, pra quem quiser contribuir. : )

WordPress readme → GitHub Flavored Markdown

Eis uma ferramenta que converte o arquivo readme.txt padrão do WordPress para o Flavored Markdown do GitHub. Para os afoitos, o código está hospedado para que seja possível o uso imediato.

Aproveitando, há também um plugin para o Sublime Text 2 que faz esse serviço sujo pra você.

A Featured Page Widget, um plugin para destacar páginas

A tela de edição e o widget já aplicado em uma sidebar
A tela de edição e o widget já aplicado em uma sidebar

Não contente com os dois ou três plugins de páginas destacadas disponíveis no repositório do WordPress – um deles chega a ter uma página de opções, que heresia –, então resolvi publicar o meu, baseado num código exaustivamente reutilizado em projetos em que trabalhei.

O plugin A Featured Page Widget nada mais é do que um widget que, basicamente, destaca uma página na sua sidebar ou em qualquer outra área registrada para esse fim, mostrando seu resumo e sua imagem destacada. Há apenas algumas opções:

  • Título do widget: se estiver vazio, será usado o título da página destacada;
  • Página: uma lista das páginas publicadas para seleção;
  • Tamanho da imagem: a lista dos tamanhos de imagem registrados no tema, havendo a opção de não mostrar thumbnail;
  • Texto do link: o texto mostrado no link que levará o usuário para a página. O padrão, em português, é Continue lendo. Se vazio, o link não será mostrado.

Você pode fazer o download do A Featured Page Widget no repositório oficial de plugins do WordPress ou também através do GitHub. Críticas e sugestões são muito apreciadas!

A gente sempre tem uns códigos legais que fica com preguiça de publicar. Que isso sirva de lição, crianças, para vocês e para mim.

Post formats: fora do WordPress 3.6

This is a hard decision. I’ve been talking to a lot of WordPress core developers and contributors, and the overwhelming consensus is that Post Formats UI is not ready for WordPress core, and that it would be a mistake to ship it as it currently exists. We’re going to pull it out, and let it continue development as a plugin, much like MP6.

É isso aí. A nova interface para os post formats está fora do core para o lançamento do WP 3.6.

post2home, uma forma simples de destacar seus posts

Por bastante tempo, fui fã do uso dos sticky posts, os posts fixos do WordPress, como forma de destacar o conteúdo desejado em alguma seção específica (para uma área com slider acima dos posts do blog, por exemplo, eu poderia usar um código como este). Dois problemas, no entanto, me fizeram repensar essa lógica. O primeiro é a necessidade de cavocar atrás da desgraçada da opção que permite fixar um post, escondida demais para ser usada com tal importância. Segundo é que, ao manter esse uso torto, eu meio que perdia a funcionalidade padrão dos sticky posts, que é justamente fixar textos importantes na capa e deixá-los lá pelo tempo que quisesse.

Este simples plugin iniciado pelos amigos do Hacklab serviu como uma luva para um projeto que fizemos juntos. O objetivo era simples: definir quais seriam os posts em destaque na capa, sem complicações. O nome post2home até soa mais específico do que o plugin de fato é, já que é possível destacar os posts marcados onde for necessário.

Como usar

Fácil. Basta selecionar na sua lista de posts quais deles serão destacados e criar uma nova query que os chame onde você quiser – o header.php é um lugar interessante para isso, pois os posts ficariam acima de todo os seu conteúdo. Para isso, precisamos apenas procurar pela meta key _post2home:

// Chama os posts que possuam o valor 1 dentro da meta key _post2home
$featured_posts = new WP_Query( array( 'ignore_sticky_posts' => 1, 'meta_key' => '_post2home', 'meta_value' => 1 ) );

// O loop
if ( $featured_posts->have_posts() ) : while ( $featured_posts->have_posts() ) : $featured_posts->the_post(); 

    // Mostra os posts destacados com o post2home
    the_title();

endwhile; endif;

// Restaura a query principal
wp_reset_postdata();

Agradecimentos

Ao Hacklab, pelo código inicial, e ao Fontello + Font Awesome, pelas fontes gratuitas. Obrigado!

Download

Você pode fazer o download e contribuir com o post2home via GitHub.

Tradução em pt_BR para o plugin Co-Authors Plus

Para os amigos que não conhecem, Co-Authors Plus é um plugin que permite adicionar múltiplos autores para posts, páginas e custom post types. Baseado no antigo plugin Co-Authors, a edição Plus foi apadrinhada pela Automattic e faz parte da plataforma VIP da empresa.

Estes arquivos são para a última versão, a 2.6.4. Para adicionar a tradução, basta descompactar os arquivos e jogá-los na pasta languages, que fica dentro do diretório do plugin.

Bom proveito.